segunda-feira, 22 de julho de 2013

Plantas são capazes de se comunicar, diz estudo

Pesquisador britânico sugere que os vegetais utilizam fungos 
subterrâneos para trocar informações. | Foto :MrWoodnz/Flickr
A ideia de que as plantas desenvolveram uma rede de comunicação – como uma “internet subterrânea” – parece ter saído dos filmes de ficção científica, como “Avatar”, de James Cameron. No entanto, um estudo realizado por David Johnson, da Universidade de Aberdeen, na Escócia, mostra que as plantas parecem se comunicar entre si, trocando alarmes quando há perigo ou ameaça.

O experimento foi baseado em uma plantação de pés de feijões. Ao longo do estudo, o pesquisador acredita ter provado que, quando uma das plantas é atacada por pulgões, um alerta é enviado para suas “vizinhas”.  O experimento foi baseado em um estudo feito por uma equipe chinesa em 2010, o qual mostrava que, quando um tomateiro era atacado, plantas próximas ativaram genes que ajudaram a evitar a infecção, mesmo  se o fluxo de ar entre as plantas tivesse sido interrompido.

Os pesquisadores não conseguiram provar, mas especularam que as moléculas de sinalização de perigo pudessem passar por uma rede de fungos.

Um estudo realizado anteriormente por Johnson comprovou que os vegetais atingidos por pulgões reagem com substâncias químicas orgânicas, as quais irritam os parasitas e atraem vespas que se alimentam do inseto. O pesquisador não sabia que a mensagem poderia se espalhar, como nos tomates, de planta para planta. Então, Johnson concluiu o estudo, mostrando que os fungos foram os mensageiros.

Aliado ao seu trabalho anterior, o pesquisador descobriu que as substâncias químicas orgânicas eliminadas pela planta infestada atrai vespas e repele pulgões.

A simbiose entre plantas e fungos é ainda uma área pouco explorada da biologia.

Para o pesquisador, o mundo subterrâneo, embora invisível para o olho humano, não deve ser ignorado ou subestimado pela comunidade científica.


Fonte: Ciclo Vivo 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário