quinta-feira, 4 de julho de 2013

Barco movido a energia solar patrulhará a Grande Barreira de Corais australiana


A Grande Barreira de Corais australiana é um dos patrimônios ambientais mais importantes do mundo. Agora, a área está prestes a receber um reforço importante para o patrulhamento: o Catamaran Patrol Vessel, um navio movido a energia solar.

A empresa responsável pelo projeto é a Incat Crowther, juntamente com os Consultores de Engenharia Marinha (MEC, na sigla em inglês). O intuito é ter um navio que possa patrulhar a imensidão de corais, que se espalha por mais de 344 mil quilômetros quadrados, com impactos ambientais reduzidos.

A escolha do modelo ideal para o serviço foi feita a partir de um concurso público e o Catamaran foi o vencedor devido às tecnologias aplicadas a ele e à sustentabilidade do projeto. O design é versátil e os custos são competitivos, inclusive com modelos tradicionais.


A embarcação será coberta por painéis fotovoltaicos que proverão a eletricidade necessária para o seu funcionamento. Todo o excedente da energia acumulada durante o dia será armazenado em baterias de íon-lítio para que todas as funções continuem operando normalmente durante a noite. Esta opção permite que os geradores a diesel permaneçam desligados, trabalhando somente em casos de extrema necessidade.

A tecnologia aplicada ao navio deverá reduzir drasticamente os custos de funcionamento e manutenção, reforçando os benefícios do investimento na opção sustentável. Além disso, ele mantém todas as opções que uma embarcação deste porte normalmente oferece, como quartos, escritório, cozinha, banheiros com chuveiro, lavanderia, sala de estar e muito espaço para o armazenamento de materiais e alimentos.


Os motores usados serão dois 6AYM-WGT Yanmar, que produzirão 670 kW cada um. Dessa forma, a embarcação alcançará velocidades de até 25 nós, podendo funcionar como um cruzeiro otimizado que navega entre 12 e 20 nós. A expectativa é de que o Catamaran esteja nas águas australianas já no próximo ano.


Fonte: Ciclo Vivo 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário